Saiba como prevenir e diferenciar gripe de alergias em pets no inverno

Quando as temperaturas baixam, não é somente o homem que sente seus efeitos na pele. Na estação mais fria, aumentam os casos de alergias cutâneas e respiratórias em cães e gatos, que são muito sensíveis a mudanças no clima.

Na maioria das vezes o inimigo está em casa: substâncias presentes no ar (poeira, fumaça de cigarro, perfumes etc.) e em objetos com os quais os animais têm contato, como cobertores, mantas camas e tapetes. A prevenção pode ser feita eliminando esses fatores desencadeantes.

Se o seu cão se lambe e se coça com frequência, fique atento, pois podem ser sintomas de um problema de pele, como dermatites de contato ou ressecamento. O médico veterinário Luciano Granemann e Silva, membro do Conselho Regional de Medicina Veterinária de Santa Catarina e proprietário da Cão.Com, faz algumas recomendações, como lavar a cama do seu pet todo mês e as cobertas pelo menos uma vez por semana. “Esse período pode variar um pouco, de acordo com as condições de higiene de cada animal. E cuidado na escolha do produto. Dê preferência a sabão em pó tradicional ou neutro”, afirma.

Banhos em excesso retiram a proteção natural da pele do cão. Luciano sugere que nos períodos de frio a frequência seja de no máximo duas vezes por mês. Outros cuidados importantes são com a temperatura da água e do secador, que não pode ser muito elevada, bem como com a escolha dos produtos. “Eles são muito sensíveis a odores. Para os que têm uma tendência a alergias, existem no mercado linhas especiais”, conta.

Cães e gatos sentem frio?

“Não tanto quanto o homem porque têm pelos – sua proteção natural – que permite que fiquem na rua sem passar frio e correr risco de vida”, afirma Luciano. A tosa feita no início do outono irá durar por todo o inverno, bastando aparar e escovar os pelos. Assim, dentro de casa os cães não necessitam de cobertores e roupas. Caso o dono opte por utilizá-las, é preciso tomar alguns cuidados. “Prefira os 100% algodão. Evite a lã. Verifique se o seu pet demonstra que gosta de usá-las. Alguns adoram, outros não. Se ele costuma se esfregar após colocar as roupas, é sinal de que se sente incomodado”, explica. Elas não devem ser utilizadas por longos períodos, é preciso deixar o animal um tempo sem.

Como saber se o espirro é gripe ou alergia?

Os sintomas de alergia muitas vezes se confundem com os de gripe e de outras doenças respiratórias. Mas como distingui-las? Segundo Luciano, espirros em cães e gatos, e nariz escorrendo são geralmente sinais de alergias, mas é difícil diagnosticar apenas observando. “Para saber com mais exatidão, fazemos exames complementares”, afirma. E recomenda que os donos observem se esses sintomas não estão associados a alguma mudança recente na casa, como uma coberta, tapete ou roupinha nova. Em alguns casos, eliminando a causa, os sintomas logo desaparecem.

A incidência de doenças respiratórias, como gripes, rinite, bronquite, pneumonia e asma, aumentam no inverno, sendo essa última mais comum em gatos. Para preveni-las é importante manter a casa ventilada e livre de umidade. Também recomenda-se evitar passear com os animais de estimação nos dias muito frios ou com vento forte. A vacinação dos pets contra a gripe é outra medida eficaz. “Ela pode evoluir para uma infecção respiratória mais grave, por isso o conselho é vacinar os animais o quanto antes”, alerta Luciano.

Dicas para evitar alergias respiratórias e de pele

  • Lave a cama de seu animal de estimação todo mês e os cobertores e mantas pelo menos uma vez por semana;
  • Cobertas e roupinhas preferencialmente 100% algodão. Evite as de lãs e feitas com tecidos sintéticos;
  • Não deixe seu pet vestido por longos períodos. Reserve as roupas para saídas ao ar livre e momentos festivos;
  • A frequência de banhos muda no inverno, para preservar a proteção natural da pele. A recomendação é de uma a duas vezes por mês;
  • Evite água e secadores muito quentes e expor o animal a eles por períodos muito longos;
  • Escolha produtos de higiene mais suaves, pois os pets são sensíveis a odores. Caso ele tenha tendência a alergias, opte por linhas especiais hipoalergênicas;
  • Mantenha a casa limpa e bem ventilada e o seu pet longe de lugares muito úmidos;
  • Evite odores muito fortes na casa, como produtos de limpeza, odorizadores de ambiente, perfumes, entre outros;
  • Evite passeios em dias muito frios ou com vento muito forte.

Fonte: http://www.portaldailha.com.br/noticias/lernoticia.php?id=41052

 

CAO.COM

A Cão.Com é uma Clínica e Hospital Veterinário para cães e gatos com uma Equipe multidisciplinar de mais de 30 Colaboradores. Contamos com uma estrutura completa para atendimento de emergências e procedimentos de alta complexidade, atendendo presencialmente 24 horas todos os dias do ano em nosso Hospital Veterinário no bairro Santa Mônica, em Florianópolis.
Conheça também as nossas Pet Shops e o serviço de Banho e Tosa em nossas duas unidades: na Av. Madre Benvenuta, no bairro Santa Mônica, e na Travessa Stodieck, no Centro de Florianópolis.

Deixe um comentário